Marketing de Guerrilha: estratégias e conceitos para o ativismo digital

O ano era 2007. Eu cursava publicidade e estava estudando algumas áreas que me chamavam atenção. Uma delas era o marketing de guerrilha.
Na época existiam algum blogs que falavam sobre o tema.

Um deles era o Blog de Guerrilha da Espalhe e outro era o Barulho Diferente do Alamir Marinho.

O que é marketing de guerrilha?

Eu estava fascinado por uma área da publicidade onde o seu conceito é utilizar-se de maneiras não convencionais para executar suas atividades de marketing e com orçamentos “apertados”.

Para você que ainda não entendeu o que é marketing de guerrilha separei alguns cases famosos.

Patrocínio de Língua – Coca cola zero

Essa é uma das ações de marketing de guerrilha mais legais e bizarra ao mesmo tempo que conheço.


Quando lançada, a Coca Zero informava que não tinha açúcar e que isso não interferia no sabor.


O VT da campanha era  o Olho conversando com a língua dizendo que via um produto diferente, mas que o sabor era igual da Coca “original”.

Pegando o mote de que a língua não sente a diferença a Coca Zero laçou o patrocínio de língua.


Para isso a Coca Zero te daria de graça um piercing na língua. Para participar bastava ir aos estúdios de tatuagem participantes, colocar o piercing com a marca da Coca Zero e tirar uma foto pro Flikr da empresa. 

A ação teve 280 línguas furadas e foi tema em 180 blogs que expuseram a marca pela sua atitude inusitada. 

O case da campanha você encontra baixo.

The Flash e o primeiro comentário

ação de marketing de guerrilha da série The Flash da warner

Existe uma competição na web entre fãs de sites e blogs para ver quem faz o primeiro comentário da publicação.

Este é uma ação nascida da cultura digital e acaba sendo uma recompensa social para os fãs.

Pegando essa característica a página da série The Flash da Warner resolveu ser mais rápido do que todos e deixar o primeiro comentário em páginas de site e blogs de cultura pop.

O resultado chamou atenção que ação ganhou mídia espontânea em vários blogs e sites.

Marketing de guerrilha na minha vida

Eu fui muito apaixonado por este tema. O brilho foi tanto que quase cheguei a fazer um TCC sobre ele, mas quis o destino que não fosse e fiz sobre fanzines.

Eis que após muito tempo recebo um convite para falar sobre estratégias de marketing de guerrilha digital no evento dos Comunicadores pela Democracia.

Foi o evento Democracia e Comunicação: resistir é preciso. No evento pude ministrar a oficina Estratégia de Marketing de Guerrilha e falar sobre:

  • Conceito de marketing de guerrilha
  • Guerrilha em ambientes digitais
  • Técnicas de guerrilha
    • Astroturfing
    • Emboscada
    • Mídia proprietária
    • PR Stunt
  • Cases de uso do marketing de guerrilha em movimentos sociais

A oficina foi a oportunidade de rever conceitos e me aproximar novamente deste tipo de marketing.

Para quem quiser ver os slides eu compartilhei na conta da Pense Play no Slideshare.

Espero de coração que este slide possa ajudá-lo. Se você estiver com alguma dúvida, vontade de mandar para longe ou deixar um elogio fique a vontade. Os comentários do blog estão de portas abertas. 😉 

2 comentários sobre “Marketing de Guerrilha: estratégias e conceitos para o ativismo digital”

    1. kkkkkkk

      Que bom que você gostou, Ângelo!

      Nosso objetivo é entregar um conteúdo que ajude no dia a dia dos profissionais de comunicação.

      Fica ligado no blog que mais coisa boa vêm por aí. #tamojunto

Deixe uma resposta