Empresas perdem dinheiro porque a gôndola ainda não é digital

Depois que eu casei, o hábito de ir ao supermercado passou da compra de biscoitos e outras guloseimas para o ato de encher o carrinho de compras com cesta básica. Este novo hábito me fez perceber como as decisões de compra ainda não são estimuladas na gondola através das mídias digitais.
Os estímulos de compra dentro dos supermercados estão perdendo atenção para as conversas no Whatsapp ou Facebook. Atire a primeira pedra quem nunca olhou o celular enquanto estava na fila do caixa?

As empresas precisam aproveitar esta oportunidade para incentivar a visita do consumidor em seus sites ou blogs e assim estimular a compra nos supermercados.

Não sou fã de macarrão instantâneo, mas a minha esposa é. Contudo, eu amo lasanha. Durante uma ida ao supermercado, enquanto minha esposa estava escolhendo detergente, fui pegar o Miojo para ela. Ao chegar no setor destinado ao produto me deparo com vários sabores. Olhei o que as embalagens diziam e encontrei uma receita com uma chamada para o site da empresa. Entrei e me deparei com uma receita de lasanha de Miojo. Comprei na hora e fui tentar fazer em casa.

Tomei a decisão de compra, de um produto que não uso, a partir de uma receita que estava no site.

Imagina quantos produtos podem ser vendidos com essa estratégia? E se a gondola me permitisse acessar a web sem precisar usar meu pacote de dados?

Já existem alguns experimentos que permitem integrar as compras no supermercado com as marcas no ambiente digital. Esta ação da Hellmann’s é um exemplo. A marca utilizou um software que, ao identificar que você estava comprando a maionese da empresa, imprimia na sua nota de compras uma receita com os ingredientes que estavam no seu carrinho.

 

 

Temos um potencial imenso de possibilidades de venda integrando on e off dentro dos supermercados, mas as marcas precisam desenvolver ações que vão além do endereço do Facebook na lata do produto.

As empresas perdem dinheiro por que as gondolas e embalagens não incentivam a interação através da internet entre consumidor e empresa dentro do supermercado.

Carta aberta ao Social Media Day Belém

Oi Social Media Day Belém,

Quero te agradecer por ser um dos poucos, se não o único, evento gratuito que reúne os profissionais de social da cidade que estão fazendo a diferença e se dispõe a compartilhar conhecimento.

Quando fiz parte da sua idealização em 2011 não imaginava que estaria na quarta edição.

Você deve achar que são apenas quatro edições para um evento que começou em 2011, mas foram tempos difíceis para te realizar nos anos seguintes até a sua retomada em 2015.

Foram diversos entraves desde divergências entre alguns organizadores, mudança de cidade para outros e desestimulo para a sua realização. Contudo, você seguiu vivo e hoje está firme forte. Read more…

O que aprendi saindo no soco com uma persona?
O que aprendi saindo no soco com uma persona?

7 itens que aprendi no dia a dia montando e utilizando personas.

Quando se trata de conteúdo digital existe uma palavra que aparece em todos os ebooks, ppts, palestras e blogs: persona.

Você ouve que ela ajuda a visualizar como é o seu consumidor e como produzir conteúdo alinhado com seus desejos e necessidades. Você ouve que ela ajuda a humanizar sua marca para se aproximar mais do consumidor, ganhar sua confiança e identificação com os valores da empresa através do diálogo e conteúdo.
Você encontra também muitos artigos e até ferramentas mostrando os benefícios de uma persona e como montá-la.

Os métodos e itens de preenchimento são variados, mas uma parte considerável desse volume de conteúdo que te ensina não te fala algumas verdades sobre a persona.

Verdades que apenas quem está no dia a dia pode dizer. São pessoas que botam o conteúdo na rua e aprendem através da tentativa e erro como funciona uma persona.

 

Read more…

Dicas para não vacilar com o teu Linkedin

O Linkedin é aquela rede social que, ao meu ver, todo mundo conhece e sabe da sua importância, mas não atualiza o perfil corretamente.

Muitos amigos meus estão lá, mas sinto como se não estivessem por que restringem seu uso apenas para os momentos de procura de emprego. Pensando nessa galera resolvi escrever o que já prendi com o Linkedin.

Eu não dava nada para o Linkedin. Achava que seria pedir muito do mercado de Belém que contrata-se alguém por lá. Esse pensamento vinha de um miopia baseada no que vivia na minha bolha. Se nem meus clientes e amigos usavam não fazia sentido eu usar.

Eu falhei miseravelmente com esse pensamento. Eu passei por um momento que estava desmotivado e precisava mudar de ares, mas não conseguia trocar de emprego para isso. Depois de muito me frustrar resolvi dar uma chance ao Linkedin. Fui em busca de dicas para melhorar meu perfil e tive muitas surpresas.

A maior delas foi ser contratado por conta do meu perfil.

Então se liga nas dicas para não vacilar com a tua conta. Read more…

Tito Melo e a estética Snapchat em um canal no Youtube
Tito Melo e a estética Snapchat em um canal no Youtube

Eventos aleatórios editados como uma histórinha

Estava eu procrastinando, quando deveria estar trabalhando, até que vi um post da Bia Granja citando um canal que ela havia descoberto no Youtube e que foi surpreendida pela sua maneira peculiar de criar vídeos. Dei uma olhada na indicação e foi amor ao primeiro play.

Era o canal do Tito Melo. Um estudante de cinema que usa usa a estética de recortes da sua vida para montar um vídeo para Youtube. Igual ao que temos no Snapcaht. Read more…

Snapchat – Guia de conteúdo para quem está zerado
Snapchat – Guia de conteúdo para quem está zerado

Um guia cheio de idéias para usar no dia a dia

 

Uma das principais duvidas ao entrar no Snapchat era o que publicar naquela plataforma. Todo mundo falando de um aplicativo novo e eu me sentido velho por que não conseguia usá-lo.

Eu não uso o Snapchat. Não por que não goste, mas por questões de app não compatível com meu celular (pobre é ralado, né?). Contudo sei da importância dele dentro das estratégias de marketing e sei também que muita gente tenta usar e não consegue.

Para quem ainda não se rendeu e tem um celular melhor que o meu separei uma dica de slide para que você possa criar os seus Snaps.

 

Este guia não é um passo a passo para usar o Snapchat, mas está cheio de idéias para você usar no dia a dia | Todd Brison

Read more…

A Voz da Marca – Um podcast sobre conteúdo para pequenas empresas

Antes deu eu falar sobre o podcast A Voz da Marca, quero que você saiba o porque da sua existência.

São muitas as atividades que você tem que realizar ao criar uma empresa, mas na maioria dos casos você não coloca na lista de tarefas a criação do conteúdo que irá divulgá-la. Isso por que acreditamos que basta iniciar o negócio que os clientes virão. Com isso deixamos de lado a utilização de mídias como vídeos, podcasts e páginas para divulgar nossas empresas.

Eu fui sócio de uma agência de comunicação especializada em mídias sociais e mesmo atuando nessa área tive deficiências ao divulgar minha empresa. Imagino que você também tem esse problema. Read more…

GReader: aplicativo Android para ler feeds de blogs quando estiver offline

Depois que o Google Reader foi descontinuado eu fiquei órfão de um aplicativo que me fizesse ler os feeds de blogs quando estivesse sem Internet. Testei vários, mas nenhum se encaixavam nas minhas necessidades. Foi aí que eu conheci o Greader.

Foi amor ao primeiro feed assinado. Por este motivo estou indicando ele no blog. Read more…